December 03, 2016

Sobre a queda do avião


Não existem grandes palavras que possam ser ditas. Até porque nunca serão ditas as palavras suficientes para (mais) uma desgraça que acontece. Quando isto aconteceu, devo ter sido das pessoas que menos soube e só descobri o caos instalado um dia depois, quando as informações já eram muitas, quando já se sabia quem tinha embarcado e quem não tinha embarcado, quem tinha recebido notícia de que iria ser pai, a felicidade instalada dentro daquele avião. Honestamente, incomoda-me. Este tipo de coisas revolta-me sempre. Acho que todos passamos a sentir uma incapacidade total, nenhum de nós poderia fazer nada para mudar as coisas, só uma pessoa poderia ter tentado fazer com que esta queda não tivesse acontecido. Só que a queda aconteceu. As vidas foram levadas. A dor instalada no coração de todos os familiares e amigos não desaparece assim. Mas talvez seja eu que levo este mundo demasiado a sério, que sofro com as dores alheias. Ou então tenho só um bom coração escondido num mau-feitio maior do que eu e custa-me saber que em 40 segundos foram perdidas tantas vidas. Se calhar custa-me perceber que em 40 segundos as pessoas que iam naquele voou se aperceberam que seria complicado sair com vida daquela situação. 

December 02, 2016

Working with kids #5

Fotografia tirada por mim no dia do pijama com as casas da minha sala

Ter a possibilidade de trabalhar com crianças foi provavelmente uma das maiores sortes que me passou pelas mãos. Felizmente aconteceu. Poderia nunca ter acontecido, se bem me recordo. Depois de toda a passagem pelos estudos, pelo queimar de pestanas, a minha realidade era o desemprego e felizmente já lá vão uns anos desde que isso aconteceu. Por sorte da vida, encontrei-me com as crianças, ou elas comigo. 

E não, este não é só mais um texto em que falo sobre as crianças e mostro como é bom trabalhar perto delas. Este é um texto de alguém que parou os olhos por um video recente onde uma educadora na Índia agride uma criança de nove meses sem qualquer tipo de sentimento. 

December 01, 2016

Como usar malhas | Completamente

Olá queridas leitoras do Written by Joana. A pensar no frio que se fez sentir nos últimos dias e no frio que ainda está por vir, este mês, aqui na rubrica, resolvemos falar de algo apropriado a temperaturas mais baixas. Ora, o que melhor nos ajuda a suportar o frio? Umas camisolas bem quentinhas, certo?!


A malha é um material intemporal, que faz as delícias das mais friorentas, como eu. No entanto, tendo em conta que confere muito volume ao corpo, sugiro que tenham algum cuidado na altura de usar camisolas de malha.