June 13, 2017

Thinking about tattos


Já queria ter partilhado convosco a vontade de fazer mais uma tatuagem, mas para vos ser sincera não tinha bem a certeza de que exemplos de tatuagens escolher e por isso demorei um pouco mais. Assim conseguem perceber logo que quero algo simples, não muito grande e sempre com significado. 

A verdade é que ando a ponderar fazer mais uma, só que existe sempre algo em que tenho de pensar primeiro: no meu trabalho. Trabalho com crianças, como todos vocês já o sabem de trás para a frente e de frente para trás, e apesar de hoje em dia ser mais bem visto o uso de tatuagens, ainda não é totalmente bem aceite ou pelo menos não existe uma opinião linear, pois não? Tenho a certeza de que existem várias pessoas por aí com a mesma dúvida ou com a mesma preocupação.


A única tatuagem que tenho foi feita para o meu sobrinho, ainda ele era pequenino e para mim fez todo o sentido e ainda hoje o faz. Na altura, o nascimento dele marcou-me muito. Fez com que eu desse o melhor de mim e me apaixonasse por crianças. Em pequena, já tinha essa tendência, ele fez com que essa tendência ganhasse mais força. Afinal de contas, ainda eu não era maior de idade e agora faltam poucos anos para ele sair da primária. Eles crescem mesmo, não é? E nós nem damos conta! Por isso, agora chegou a altura de fazer uma tatuagem para mim. Quero uma que junte várias paixões minhas se assim o for possível. E, para variar um pouco, quero conseguir vê-la. Mesmo que não seja sempre, mas que consiga inseri-la num espaço onde por vezes a veja. 

Já pensei em várias coisas, várias frases. Duas delas fazem todo o sentido para mim, e são elas: "Live the life you love/Love the life you live" - simplesmente porque é algo que nós nos esquecemos de fazer. Passá-nos completamente ao lado e não devia. É o que tento fazer todos os dias. E a outra é "There is always something to be thankful for" - outra grande verdade, apesar de nos queixarmos quase diariamente, mas que se procurarmos bem as razões estão lá. Todas as outras ideias passam pela minha família, passam pela música e pelas crianças. Felizmente faço o que gosto, a vida permitiu-me isso. Permitiu-me trabalhar com crianças e tratá-las o melhor que sei fazer, permite-me diariamente ouvir música e ser feliz simplesmente a escutá-la. Portanto, resta-me organizar as ideias que são mais do que muitas e tentar fazer algo bonito! 

Todas as dores de cabeça que as tatuagens dão vou tentar dar-lhes a volta. Saber conjugar, como soube com a tatuagem do meu querido Afonso. Pensar na melhor forma e quem sabe depois do verão ela não aparece feita! Sim, porque agora é impossível com as idas à praia, as férias, a praia dos meus pequenotes. Tenho pelo menos dois meses para ponderar muito bem! E vocês? Apaixonados por tatuagens que se apresentem por aí! Eu fui descobrindo esta paixão aos poucos, desde nova, agora sempre que me apareça a vontade de fazer uma há que pensar muito bem e aproveito e dou esse conselho a todos. Ponderem bem, pensem e repensem sempre! 

Post a Comment

Latest Instagrams

© Joana. Design by Fearne.